Blog Printerman

O Que Fazer aos Toners Vazios da Sua Empresa?

Publicado por Manuel Silva em Fevereiro 6, 2019

refuse collection overview

Ao longo do dia muita coisa acontece na sua empresa. Certamente que a impressão de documentos é uma delas. 

Sendo essa uma actividade a que nenhuma empresa consegue fugir, ela gera obrigatoriamente resíduos, que são considerados perigosos e que podem trazer coimas avultadas se não fizer o que deve ser feito.

Proteja o Ambiente e o Seu Negócio!

Para imprimir, a sua impressora vai precisar de tinteiros ou toners. Quando estes ficam vazios, têm de ser tratados como REEEs que são. 

O nome REEE, são iniciais de Resíduos de Equipamentos Eléctricos e Electrónicos (REEE), que incluem uma enorme quantidade de produtos como: ferramentas, electrodomésticos, aparelhos de uso corrente ou a pilhas. Veja uma lista mais detalhada de equipamentos informáticos e telecomunicações

No entanto há outros, que passam pelos utensílios da cozinha, e outras divisões, passando pelo escritório.

Entre os REEE incluem-se também os tinteiros e toners provenientes das impressoras, e a sua gestão foi legislada ao abrigo do DL nº67/2014 de 7 de Maio.

Evite Coimas (a partir de €7.500) 

Este decreto de lei refere que todas as empresas independentemente da área de negócio ou actuação são obrigadas a fazer prova do destino que deram aos seus resíduos nos últimos 5 anos através das guias de acompanhamento de resíduos (E-GAR) sendo portanto obrigadas a estarem inscritas no SILIAMB.

Segundo as directivas internas da APA o tinteiros e toners passaram a ser considerados resíduos perigosos, como tal o seu tratamento deve apresentar um cuidado especial.

Os códigos LER ( Lista Europeia de Resíduos ) para tratamento de tinteiros e toners são:

  • 16 02 13 - Equipamentos Fora de Uso Contendo Substancias perigosas  
  • 16 02 15 - Componentes Perigosos Retirados de Equipamentos Fora de Uso

Caso não trate correctamente os seus tinteiros e toners as multas para empresas começam nos 7.500€.

O Que Vai e o Que Fica

Para evitar problemas deve garantir que pelo menos uma vez por ano (12 em 12 meses) uma empresa licenciada para o tratamento de REEEs passa pela sua empresa para recolher tinteiros e toners gerados pelos seus equipamentos de impressão, e emite uma guia de acompanhamento de resíduos com os códigos LER acima indicados para apresentar a qualquer fiscalização. 

Note que, qualquer empresa tem de justificar e registar o destino dado aos seus resíduos nos últimos 5 anos. 

Não corra riscos desnecessários. Descarregue aqui tudo o que precisa de saber para tratar do ambiente e evitar coimas desnecessárias, ou fale já com um especialista que o vai aconselhar quanto aos procedimentos a tomar.

Ligue Já!!

Tópicos: Gestão Residuos, Toners

Manuel Silva

Publicado por Manuel Silva

Subscreva o blog

Receba notificações por email sempre que existirem novos artigos.